Por do sol em Penedo

Por do sol em Penedo

segunda-feira, 25 de junho de 2012

As angústias do velhote do Penedo


Y así pasan los días (6)

1 – Lula passou a vida dizendo ao seu distinto público que Maluf era ladrão. Disse mais: disse que Maluf era o símbolo da pouca-vergonha nacional. E foi mais longe: “O Maluf é que deveria estar atrás das grades e condenado à prisão perpétua por causa da roubalheira na prefeitura de São Paulo”. Maluf, claro, não deixava por menos: “Lula é uma ave de rapina que não trabalha há 15 anos e não explica como vive”. Hoje, sabemos, Lula e Maluf são aliados políticos e fraternais: e nesse troca-troca, o candidato de Lula, Haddad, ganhou 90 segundos na televisão e Maluf ganhou cargos no governo da “tia” Dilma. É assim a política brasileira. Vejam abaixo a cena histórica.


 
2 – Golpe de Estado no Paraguai! Só de pensar nisso, tremo. Sob o pretexto de que Lugo não tinha condições de governar o país, forças oligárquicas atrasadas e criminosas, filhotes da ditadura de Alfredo Stroessner, que dominou o país por 35 anos (1954 a 1989), votaram sumariamente o impeachment do presidente. Um processo sumário que durou 29 horas e não ofereceu a Lugo o direito de defesa. Hoje, golpe no Paraguai; amanhã, onde? O governo da “tia” Dilma está em cima do muro!

3 – Fim melancólico da reunião Rio+20. A um custo incalculável, a reunião produziu um documento borocochô, que não diz nada nem propõe coisa alguma. Cheio de boas intenções, o documento não define nada, não estabelece metas, não diz de onde virão os recursos necessários. E o pobre secretário-geral da ONU? Na véspera, ele criticou os resultados do encontro. No dia seguinte, saiu em defesa do relatório, elogiando os resultados do encontro. Bem, entre a véspera e o dia seguinte, a criatura deve ter levado uma tremenda esculhambação dos representantes dos países ricos, o que o levou a mudar opinião.

4 – Deu na coluna do Elio Gaspari: “Um curioso recebeu duas estatísticas dos inscritos para a nova prova do Enem. A conta do Inep, que organiza o exame, informava que havia 6.497.466 inscritos. A conta do MEC dava outro número: 6.495.454. Não batia. Ele teve um palpite e subtraiu 2012. Bingo. Haviam somado o ano”. Nada dá certo no MEC da “tia” Dilma.
5 – Grande Erundida! Diante da confraternização Lula-Maluf, ela desistiu de ser vice de Haddad. Digna Erundina! Quando veja figuras como Erundina, Pedro Simon, Reguffe, Jarbas Vasconcellos, e alguns outros, chego a pensar que há solução na vida política brasileira.

6 - Escrevo estas notas na segunda-feira, dia 25 de junho de 2012. Amanhã vou assistir uma defesa de tese (doutorado) sobre a transposição do Rio São Francisco, um dos maiores absurdos que se comete no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário