O Velhote do Penedo

O Velhote do Penedo
O Velho Professor do Penedo em plena labuta! Vida difícil, esta!

domingo, 21 de outubro de 2012

Mais uma vez: a transposição do Velho Chico

Transposição ficará ainda mais cara


Como bem sabem os visitantes do Meu Penedo, o velhote é um crítico - na verdade, um opositor ferrenho - da transposição do Rio São Francisco.
Trata-se de um projeto que não mereceu do governo um estudo sobre possíveis impactos ambientais na região. Tanto que num debate na Universidade de Brasília, o velho professor do Penedo perguntou a um tecnocrata petista que defendia o projeto: quem irá preso de houver na região um desastre ambiental? O tecnocrata respondeu: Ora, professor, tais azares podem acontecer em qualquer obra do gênero. Ou seja, o tecnocrata, de forma indireta, admitiu que um desastre, que ele chama de azar, "pode" acontecer, o que, num país civilizado, seria motivo de suspensão da obra.

Bem, hoje (21/10/2012), no Correio Brasiliense, reportagem assinada por João Valadares mostra que, nos últimos cinco anos, os custos das obras da transposição do Velho Chico passaram de R$ 4,6 bilhões para R$ 8,2 bilhões, o que representa um aumento de mais de 77%. Na reportagem, é dito que, em 2013, os custos das obras devem ser reajustados. Se o reajuste for igual ao anterior, as obras de transposição do Velho Cristo passarão a custar R$ 14,5 bilhões. Vivemos num país que está construindo inúmeros estádios de futebol a preços que vão de 600 milhões (os mais baratos) a 1,6 bilhão (o mais caro): no Brasil, tudo é permitido.

O que fazer, meus amigos!

PICLES

Frase de Carlos Aires Brito, ministro do Supremo Tribunal Federal, comentando a atuação do colega Ricardo Lewandowski no julgamento do mensalão:
"O senhor absolve todo mundo".

Abaixo, o grande sambista paulista Germano Mathias. Vive hoje na periferia de São Paulo. A mídia o esqueceu. Como artista popular que jamais fez concessão à mediocridade, Mathias sintetizou a sua vida: "Nasci muito pobre. Com o samba, vivo hoje na miséria!"

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário